domingo, 17 de março de 2013

Talvez eu acorde uma pessoa melhor, é o que eu ando esperando faz tempo...
Talvez eu não acorde, o que não seria má ideia já que eu não to ganhando muito nessa vida...
Talvez quando o sol nasça tudo mude, e eu inclusive nem seja eu, seja outra pessoa que de mais atenção ao mundo...
Talvez eu escreva meu tcc e seja genial....
Talvez eu escreva só para terminar a faculdade e nem seja grande coisa...
Odeio empurrar as coisas com a barriga, mas também odeio me enganar, nem tudo vai dar certo, o mais provável mesmo é que tudo de errado, não sei ser gente, ou até to aprendendo mas to começando pelo lado errado, começando pelas pessoas que eu não conheço em vez de pelas pessoas que se importam comigo, pq? vai saber, não devo ser normal mesmo, o que é o mais provável já que ninguém é...tomara que eu acorde uma pessoa melhor... 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013


Talvez eu só não queira admitir por que eu não gosto de ta errada, o que no caso eu sempre to, mas talvez o melhor seja começar sendo humilde (uma característica que eu não acredito que faça parte de mim, mas eu também não gosto de me dar ou me tirar características) e admitir, sim eu tenho 1 zilhão de defeitos, muitos que eu nem conheço. Os principais: Eu sou egoísta, eu to sempre na defensiva em relação a relações, e eu sou mal educada propositalmente (pode perguntar para vicky, eu fui mal educada com ela a primeira vez que vi ela), mas o ponto não é admitir que eu tenho defeitos, o negócio é que eu não quero mais tê-los, eu não sou completamente feliz assim, e eu sei disso mas é difícil mudar, eu já to na defensiva há anos, mas eu não quero ser louca, e me senti bem mal quando tu me chamou de louca, por que era assim que meu pai chamava minha mãe quando eles brigavam quando eu era criança e foi bem ruim, então eu não quero que tu ache que eu sou louca e logo eu não quero ter atitudes de gente louca,  e eu não quero ter “inimigos” na vida, mas as vezes eu sinto que não tem como voltar atrás do que eu já fui, e dai eu prefiro deixar para lá e deixar a vida passar assim mesmo como tá, mas é empurrar a vida com a barriga e não quero fazer isso, preciso de aulas de como viver em sociedade eu sei, desculpa. 

Eu não sei se deu para enteder, eu não sei se eu entendi...

sábado, 10 de novembro de 2012

Are you happy?

Uma vez eu informei não estar feliz em um namoro, informei o próprio no caso, ele não fez caso, continuou agindo da mesma forma, eu peguei outra direção, para rua e para sempre, e quando penso como foi fácil, como nem doeu, como na verdade era um alívio, fico até impressionada pela quantidade de tempo que tive com ele, mas hoje só de pensar no assunto (termino) morro de medo e quase choro não importa onde eu estiver no trabalho, no ônibus, como que em 1 ano criamos essa elação tão forte, de amor e de amizade?! :) eu estou muito feliz como nunca estive e sinto, com o perdão do clichê, algo que nunca senti antes, forte quente e com uma colherinha ahsuahshau digo digo, não sei mas sinto AMOR acho que isso mesmo, mas né as pessoas são diferentes umas das outras e nem sempre o que ta bom para uma ta bom para outra, eu cresci numa família fria fria fria, agente se ama óbvio só num demonstra, tipo nunca, não foi uma opção ficar assim, mas por dentro meu coração pega fogo, se algo acontecesse com eles eu iria ficar muito mal, digo agora no caso todas as pessoas que amo, só de pensar eu fico mal, talvez precise aprender mais sobre exteriorizar os sentimentos, NÃO SÓ PELO BLOG XD ou por músicas...XD é meu jeito né, mas to me esforçando...tem que ver isso ai XD

essa musica eu não consigo mais ouvir pq ela me faz chorar sempre haushuahus 

Jessie J - Casualty of love
I will go down to the last round
I'll be your strength to find you when you get lost
In the crowd
So I'll stand up tall if by chance I fall
Then I'll go down as a casualty of love


So baby let me be your soldier
Don't be overtaken by pride
Just close your eyes, take my hand
I promise to keep us alive

sábado, 25 de agosto de 2012

será?!

Será que todas as pessoas são iguais? pensam iguais...imagina se sim, todas pensam da mesma forma, mas como negam isso, parece que elas são diferentes...como nas letras de músicas, onde os músicos se revelam, mas dizem, são só músicas, e nós nos identificamos mas continuamos a dizer pros outros é só uma música...e você nega que ama, nega que dói, nega que sente falta, nega que sente, nega que se lembra, nega que esqueceu...não é mentir, você só não quer acreditar...e não é só pros outros que isso é ruim é para você mesmo...eu adoro uma música e me identifico com muitas, as vezes identifico uma fase apenas, mas não me apego muito, não tem músicas que me façam lembrar de momentos específicos por exemplo...ou tem huahashua 

Foofi - Lonely as you

What would I do, lonely as you
Pleasure or pain I can't choose
What would I do, lonely as you
Pleasure or pain I can't choose

Wake up you're dreaming
I can't stand your screaming
Drowning out these prayers just some words without meaning

Spare all the preaching my secret's
Worth keeping 'cause
No one understands like I do

Um bjo e um queijo XD

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Alright

E as pessoas perguntam tudo bem? mas eu não sinto que ta tudo bem, e eu respondo sim tudo bem, minto todo dia, eu não devia deixar as coisas me abalarem, mas é bem difícil, se eu deixo eu sou frágil, se eu não deixo eu sou fria, qual o meio termo dessa porra eu ainda to na dúvida se sou eu que to errada ou eles. Mas tava pensando na minha mãe que não me liga desde a última vez que eu liguei para ela, ela nunca me ligou, ela nunca se preocupou, ai vem reclamar aos 42 do segundo tempo que eu saio de casa e não digo para onde eu vou nunca nessa vida eu sai e ela m ligou p saber se eu cheguei bem algum lugar, eu acho que ela louca, o negócio é eu não me tornar louca tb, a vida toda ela se faz de vítima, pq quase morreu qdo nasceu, pq a mãe dela dava mais atenção para minha tia, pq sofreu um acidente quando tava grávida de mim, ai e isso da uma raiva, e eu decidi que eu não vou me fazer de vítima da vida, problema é deles se eles não me querem mais, eu me quero, quem me quiser que fique comigo. 
Só eu entendo o que eu escrevo.

Vou continuar tentando.

Back off bitch...

Como boa e original geminiana não preciso de nenhum caio nem fernando para expressar o que sinto, só um bom corretor de inglês e português, e o blog que ja foi de papel e chamado de diário.
Bom eu penso né, e tava pensando como ser um bom ciumento...once upon a time eu fui ciumenta, a ciumenta sem fundamentos, tinha ciumes até da namorada do meu irmão com meu ex e, não me recordo bem na verdade, haviam brigas, mas era um ciumes reciproco...dai acabou e não tive e mais problemas com ciúmes...mas aprendi a ser uma boa ex-ciumenta, pq se vc ja foi ciumenta sabe a sensação horrivel que é e não quer que ngm sinta tb....a não ser que vc seja má, frigida e recalcada...e óbvio louca...mas bom que mulher não é?!
eu me considero uma boa ex-ciumenta...menos hoje. e com ex-ciumenta quero dizer ex-namorada.

Como sempre #umpoucochatiada

sábado, 30 de junho de 2012

Se eu pudesse

Porque é mais fácil escrever as palavras do que dizer? porque a maioria das pessoas só consegue vomitar o que pensa em vez de conversar sobre o que pensa...pensei numa frase...
Como alguém que espera ser perdoado, não consegue perdoar?
faz pensar...assim como eu que espero que as pessoas se desculpem as vezes não consigo me desculpar...
ou como tu espera que alguém pergunte como tu vai, se tu mesma nunca fez o mesmo...revisões e revisões sobre a vida, as pessoas fazem ela tão mais difícil do que precisa ser.
Se eu pudesse voltar no tempo, o que eu mudaria? eu pensei....e pensei, por longos 2 minutos....e descobri que mudaria a mim mesma, porque parece que eu sou o monstro aqui...então talvez se eu fosse menos (não to conseguindo achar adjetivos) um monte de coisas, talvez não tivesse tudo a mess.